Meus Campeonatos

Inicial > Informações > Ler Informação

Regulamento Oficial - Campeonato Interno 2016


CLUBE DE CAMPO ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA GUAPIRA.



CAMPEONATO INTERNO DE 2016 DE FUTEBOL DE CAMPO DOS ASSOCIADOS.



REGULAMENTO OFICIAL



DA ORGANIZAÇÃO



Artigo 1º - O CCAA Guapira, através de sua Diretoria de Futebol, realizará o CAMPEONATO INTERNO 2016 DE FUTEBOL DE CAMPO DOS ASSOCIADOS, tendo por finalidade o estímulo da prática saudável do futebol e a integração dos associados praticantes da modalidade.



Parágrafo Primeiro – Caberá a Comissão Organizadora, os direitos e obrigações para o pleno desenvolvimento do torneio, seus anexos, resoluções, estatuto social do clube e normas orgânicas da Federação Paulista de Futebol.



Parágrafo Segundo - Caberá a Diretoria do C.C.A.A. Guapira, resolver os casos omissos, interpretar sempre que necessário, o disposto no parágrafo primeiro acima descrito deste regulamento.



Artigo 2º - Cada equipe contará com um “Representante” indicado pela Comissão Organizadora que poderá ser substituído quando se julgar necessário.



Artigo 3º - O Torneio será disputado por atletas nascidos até o ano de 2000 e elaborado da seguinte forma:




  1. Cada equipe terá no máximo 17 atletas, que estejam em dia com a tesouraria do clube e tenham pagado a taxa de inscrição;

  2. Sendo 10 atletas previamente relacionados pelos respectivos representantes, e o restante sera sorteado entre as equipes conforme critério a ser definido pela Comissão Organizadora, sempre visando o equilíbrio da competição.

  3. Dos atletas relacionados em cada equipe, 10 deles, sendo 01 goleiro e 09 atletas de linha, serão escolhidos e relacionados pelo REPRESENTANTE da equipe.

  4. A relação de atletas deverá ser composta de 01 Goleiro nascido até o ano 2000, 03 atletas de linha nascidos até 1966, 02 atletas nascidos até 1976, 02 atletas nascidos até 1986 e 02 atletas nascidos até o ano 2000.



Artigo 4º - A competição será realizada no período de 03/07/2015 a 04/12/2016, com os jogos ocorrendo aos sábados (quando necessário à critério da comissão organizadora) e domingos.



Artigo 5° - As inscrições serão realizadas diretamente na tesouraria do CCAA Guapira, a partir do dia 07/05/2016 e o término das mesmas em 25/06/2016, ou até atingir o número máximo de participantes.



Artigo 6° - O atleta inscrito para uma equipe, não mais poderá competir por outra no mesmo torneio, acarretando a eliminação do atleta e perda dos pontos da equipe em que foi constatada sua duplicidade. Fica terminantemente proibida a troca de qualquer atleta entre as equipes após o término da reunião do sorteio.



Parágrafo único – A troca de um atleta após o inicio do torneio, somente será autorizada por comprovada contusão grave, desistência do atleta por escrito ou cancelamento do título, sem devolução da taxa de inscrição.



Artigo 7º– Fica estabelecido que as vagas serão limitadas a critério da Diretoria de Futebol e Comissão Organizadora.



Artigo 8º - O sócio que efetuar o pagamento da taxa de inscrição através de cheques e por qualquer motivo o mesmo não for compensado pelo banco, será suspenso do torneio temporariamente até a efetiva liquidação do débito do mesmo, e no caso de reincidência o mesmo será eliminado do torneio.



Artigo 9º - Fica estabelecido que a data limite para a substituição dos atletas eliminados por falta ou outros motivos, será até o final da penúltima rodada da primeira fase. O novo jogador terá condições de jogo na última partida da primeira fase onde não serão mais permitidas substituições.



Parágrafo Primeiro – Os integrantes das equipes que se enquadrarem no artigo 6º parágrafo único e artigo 8º, serão substituídos por sócios inscritos na lista de espera de acordo com a ordem de preenchimento da mesma, e que estejam em dia com a tesouraria do clube, fazendo o pagamento integral da inscrição.



Parágrafo Segundo – A data limite para inscrição de associados na lista de espera será até o dia 08/11/2015 na tesouraria do clube.



Parágrafo Terceiro – O representante da equipe será o responsável pela solicitação do atleta da lista de espera junto a comissão organizadora, que será submetido a análise da comissão e devida conferência do atleta afastado. As solicitações serão atendidas por ordem de pedido e o representante terá o direto de aceitar ou não o primeiro da lista de espera. No caso de negativo, deverá o representante aguardar como o último da fila.



CAPÍTULO II



DA ESTRUTURA ORGANIZACIONAL



Artigo 10º - Os jogos serão realizados aos Sábados e Domingos, na sede do CCAA GUAPIRA, situado à Rua Dr. José de Camargo Aranha, 404 - Jaçanã - São Paulo, no “Estádio Aníbal de Freitas”.



Parágrafo Único - Em sendo adiado o jogo, o mesmo será remarcado pela Comissão Organizadora.



Artigo 13º - As partidas terão a seguinte duração de 70 (setenta) minutos cada, divididos em 02 (dois) tempos iguais de 35 (trinta e cinco) minutos. Todas as partidas terão um intervalo de 05 (cinco) minutos entre os tempos.



Parágrafo Primeiro - Haverá tolerância de 15 (quinze) minutos, além do horário estabelecido para início da primeira partida, findo os quais e estando uma das equipes em campo, o Árbitro declarará a equipe retardatária ou ausente perdedora por “WO”. Esta tolerância somente será aplicada para a 1ª partida não sendo extensiva as demais partidas. Tendo início da partida retardo por uma das equipes, a comissão organizadora definirá punição específica.



Parágrafo Segundo - Será consignado à equipe que assinalou a súmula e entrou em campo, os pontos do jogo, e terá consignado a seu favor o placar de 01 x 00, e será creditado somente 01 (um) tento ao atleta da equipe que tiver mais gols, até a data da realização da partida em que ocorreu o “WO”.



Parágrafo Terceiro -  A equipe que for a responsável pelo WO, será penalizada com a perda de 3 pontos no quadro geral de classificação podendo ficar com pontuação negativa no caso de não ter pontos suficientes a serem descontados.



Artigo 14º - Fica assegurado a todos os atletas inscritos, o direito de atuar em cada partida o período mínimo de 35 (trinta e cinco minutos).



Parágrafo Primeiro – Todo o atleta tem o direito de participar do jogo. Caso o atleta esteja uniformizado e opte por não participar da partida, o mesmo deverá informar a sua intenção ao mesário antes do inicio da disputa ou no decorrer da mesma.



Parágrafo Segundo - A utilização ou não do atleta retardatário, ficará a critério exclusivo do representante da equipe.



Parágrafo Terceiro - Só será considerada reclamação do não cumprimento deste artigo, quando feito pelo próprio atleta, junto ao mesário, ao final da partida, que efetuará a observação em sumula.



Parágrafo Quarto - A análise da reclamação será efetuada pela Comissão Organizadora juntamente com o representante da equipe e em caso de comprovado a irregularidade da não utilização do atleta pelo tempo mínimo estabelecido, a equipe transgressora será obrigada a iniciar a próxima partida tendo como titular o atleta reclamante e este por sua vez terá o direito de atuar durante todo o primeiro tempo da partida. Caso o atleta não seja utilizado nesta partida, contra sua vontade, configura-se reincidência e a equipe transgressora perderá então 03 (três) pontos na classificação geral, sendo que estes pontos não serão transferidos para a equipe adversária.



Artigo 15º - O atleta que não estiver uniformizado com o fardamento de sua equipe, bem como devidamente calçado, estará proibido de disputar a partida.



Parágrafo Único - Somente poderão permanecer em campo no transcorrer da partida: atletas uniformizados; 01 (um) técnico para cada equipe; Comissão Organizadora; Mesário e Trio de Arbitragem. Os atletas que estejam cumprindo suspensão também não poderão ficar no banco de reservas.



Artigo 16º - Fica terminantemente proibido qualquer atleta bater bolas e chuteiras nas paredes do vestiário, bem como a entrada de bebidas alcoólicas e fumar nos vestiários.



Artigo 17º - Fica terminantemente proibido o uso de chuteiras com travas metálicas ou qualquer tipo de travas rosqueáveis contundentes, bem como o uso de anéis, colares, pulseiras e relógios.



Artigo 18º - Se uma equipe for penalizada por “WO”, por duas vezes, durante a primeira fase do torneio, estará automaticamente eliminada do CAMPEONATO INTERNO 2016 DE FUTEBOL DE CAMPO DOS ASSOCIADOS.



Artigo 19º - O atleta que não comparecer para jogar qualquer partida estabelecida pela tabela sem justo motivo, no entender da Comissão Organizadora e com isso der causa ao “WO”, desclassificando ou eliminando sua equipe do torneio, será eliminado automaticamente do torneio e ainda estará sujeito a não participar do próximo torneio da modalidade.



Parágrafo Único - Os atletas da equipe penalizada por “WO”, que comparecerem para jogar deverão informar o mesário, a fim de comprovar a presença no campo de jogo.



Artigo 20º - Quanto ao número de substituições, não haverá limites durante as partidas, podendo o atleta sair e retornar novamente ao jogo sem necessidade de paralisação da partida, bastando comunicar ao mesário. O jogador deverá entrar pelo meio do campo quando o outro atleta deixar o campo.



CAPÍTULO III



DA FORMA DE DISPUTA



Artigo 21º - Nenhuma partida de futebol poderá ser iniciada com menos de 07 (sete) atletas em qualquer equipe disputante.



Parágrafo Único - Ocorrendo o fato no transcorrer da partida, esta será encerrada imediatamente pelo Árbitro, que acarretará às seguintes conseqüências independentemente das demais sanções cabíveis:



a) Se apenas uma das equipes for reduzida a menos de 07 (sete) atletas, perderá ela os pontos para a sua adversária, pelo escore de 01x00 (um a zero) e perderá 3 (três) pontos na classificação geral. A equipe que não incidir na situação aqui prevista será assegurado, se vencedora, o resultado constante do placar na ocasião do encerramento da partida.



b) Se as duas equipes forem reduzidas a menos de 07 (sete) atletas serão consideradas ambas perdedoras pelo escore de 01x00 (um a zero) e perderão 3 (três) pontos na classificação geral.



c) Sempre que uma equipe, atuando apenas com 07 (sete) atletas, tiver um ou mais atletas contundidos concederá o árbitro o prazo de 15 (quinze) minutos para tratamento ou recuperação.



d) Esgotado o prazo do item acima sem que tenha havido o retorno do atleta a sua equipe, dará o árbitro como encerrada a partida, procedendo-o na forma prevista das alíneas “a” e “b”.



CAPÍTULO IV



DO SISTEMA DE DISPUTA



Artigo 22º - O torneio será disputado através de 1ª Fase, Repescagem, Quartas de Final, Semi Final e Final.



Parágrafo Primeiro - Serão computados 03 (três) pontos por vitória e 01 (um) ponto por empate.



Artigo 23º - A Primeira Fase será classificatória. As equipes formarão um grupo único e jogarão entre si, em sistema de partidas em turno único. Ao final da mesma conheceremos a classificação do 1º ao 10º colocado na categoria principal.



Parágrafo único – Em caso de empate de pontos ganhos entre duas ou mais equipes na 1ª fase será adotado os seguintes critérios para desempate: I – Maior numero de vitórias; II – Maior saldo de gols; III – Maior numero de gols a favor; IV – Menor numero de gols sofridos; V – Confronto Direto; VI – Sorteio com a presença dos responsáveis pelas equipes e Comissão Organizadora.



Artigo 24º - A Repescagem será em jogo eliminatório, através do sistema de turno único. Teremos o confronto entre equipes obedecendo à classificação das mesmas na fase anterior. Na categoria Principal teremos os confrontos do 7º colocado x 10º colocado ( Repescagem 1 ) e do 8º colocado x 9º colocado ( Repescagem 2 ).



Parágrafo Único– Nesta fase a equipe melhor colocada na 1ª fase leva a vantagem de jogar por 01 (empate).



Artigo 25º - As Quartas de Final serão em jogos eliminatórias, através do sistema de turno único. Teremos o confronto entre equipes obedecendo à classificação das mesmas na fase anterior. Na categoria Principal teremos os confrontos do 1º colocado x Vencedor da Repescagem 2, do 2º colocado x Vencedor da Repescagem 1, do 3º colocado x 6º colocado, 4º colocado x 5º colocado.



Parágrafo Único– Nesta fase as equipes melhores colocadas na 1ª fase levam a vantagem de jogar por 01 (empate).



Artigo 26º - Na Semifinal os vencedores da rodada anterior, disputarão as partidas em sistema de jogo em turno único. Na categoria Principal o vencedor do jogo 1º colocado x Vencedor da Repescagem jogará com o vencedor do jogo 4º colocado x 5º colocado. O vencedor do jogo 2º colocado x 7º colocado jogará com o vencedor do jogo entre o 3º colocado x 6º colocado.



Parágrafo Único– Nesta fase as equipes melhores colocadas na 1ª fase levam a vantagem de jogar por 01 (empate).



Artigo 27º  – A Disputa de 3º e 4º Lugar, o 3º Colocado do CAMPEONATO INTERNO 2016 DE FUTEBOL DE CAMPO DOS ASSOCIADOS, será conhecido através de confronto direto em sistema de jogo único disputado pelas equipes perdedoras na fase Semi Final. 



Parágrafo Primeiro – Nesta fase não existirá vantagem para nenhuma das equipes participantes. Em caso de empate, o vencedor será conhecido através da cobrança de pênaltis (não haverá prorrogação). 



Parágrafo Segundo – Em caso de cobrança de penalidades, cada equipe relacionará 05 (cinco) atletas que efetuarão as cobranças com alternância dos jogadores e, ainda permanecendo o empate, haverá cobrança de penalidade máxima no sistema de 01 penalidade para cada equipe, com alternância dos cobradores até surgir 01 (um vencedor).



Artigo 28º  – A Final, o titulo de Campeão do CAMPEONATO INTERNO 2016 DE FUTEBOL DE CAMPO DOS ASSOCIADOS, será conhecido através de confronto direto em sistema de jogo único disputado pelas equipes vencedoras na fase Semi Final. 



Parágrafo Primeiro – Nesta fase não existirá vantagem para nenhuma das equipes participantes. Em caso de empate, o vencedor será conhecido através da cobrança de pênaltis (não haverá prorrogação). 



Parágrafo Segundo – Em caso de cobrança de penalidades, cada equipe relacionará 05 (cinco) atletas que efetuarão as cobranças com alternância dos jogadores e, ainda permanecendo o empate, haverá cobrança de penalidade máxima no sistema de 01 penalidade para cada equipe, com alternância dos cobradores até surgir 01 (um vencedor).



Parágrafo Terceiro - Somente poderão participar da cobrança das penalidades os atletas que terminaram a partida em seu tempo regulamentar.



CAPÍTULO V



DAS MEDIDAS DISCIPLINARES



Artigo 29º - A Comissão Organizadora terá a função de apreciar e julgar as ocorrências. Caso haja necessidade de voto minerva nas decisões, esta caberá a Diretoria de Futebol.



Artigo 30° - A súmula do jogo, o relatório do árbitro e o relatório da Comissão Organizadora serão os únicos documentos válidos para análise e determinação das ocorrências da rodada.



Artigo 31° - O atleta expulso de campo ou do banco de reservas poderá ser enquadrado nas penas abaixo, se considerando o relatório do árbitro e da Comissão Organizadora:



a) Reclamação acintosa ou ofensa ao arbitro ou aos seus auxiliares – Pena de suspensão por 1 jogo;



b) Ofensa a companheiros ou adversários – Pena de suspensão de 1 jogo;



c) Jogo violento – Pena de suspensão de 1 jogo;



d) 3 (três) cartões amarelos acumulativos – Pena de suspensão de 01 (um) jogo;



e) Tentativa de agressão ao arbitro, auxiliares, companheiros e adversários – suspenso automaticamente por uma partida, e será submetido a julgamento pela Comissão Organizadora.



f) Agressão ao arbitro, auxiliares, companheiros e adversários – ELIMINAÇÃO DO TORNEIO.



g) Cartão vermelho – suspenso automaticamente por uma partida, e será submetido a julgamento pela Comissão Organizadora.



h) A critério da Comissão Organizadora junto com a Diretoria de Futebol, dependendo da gravidade motivadora da expulsão do atleta, técnico, etc, as penas anteriores perderão o valor. Os reflexos do ato do infrator e suas conseqüências poderão determinar a eliminação do envolvido a qualquer tempo e sem ordem de escala;



Parágrafo Primeiro - Dois cartões amarelos em uma mesma partida geram automaticamente o cartão vermelho, porém somente será lançado na sumula dos cartões um cartão amarelo e o respectivo cartão vermelho. Caso o mesmo complete neste lançamento o acumulo de 03 (três) cartões amarelos + o vermelho, deverá o atleta cumprir a suspensão acumulativa dos dois jogos de acordo com o exposto acima;



Parágrafo Segundo - Os jogadores suspensos ou expulsos não poderão permanecer no banco de reservas.



Parágrafo Terceiro - ...................................................................; ( revogado )



Parágrafo Quarto - Os jogadores expulsos que permanecerem do lado externo do campo em atitude antidesportiva, será submetido a julgamento pela Comissão Organizadora;



Parágrafo Sexto - Cartão amarelo com efeito acumulativo em todas as fases do torneio, ou seja, a cada 3 cartões amarelos, o atleta será suspenso automaticamente da partida subseqüente a do terceiro cartão amarelo, OS CARTÕES SERÃO ZERADOS ao término da primeira fase;



Artigo 32º - O atleta punido na forma deste regulamento, em seu artigo 31° e seus parágrafos, estará sujeito ainda, a punições conforme o Estatuto Social do CCAA GUAPIRA em seu Capítulo VI, em seus artigos 19 a 29 e seus respectivos parágrafos, a critério da Diretoria de Futebol, as penalidades previstas no estatuto Social do Clube, podendo seu caso ser enviado a apreciação da mesa de sindicância, que após análise poderá aplicar as seguintes sansões:




  1. Proibição de participar de próximos torneios;



  2. Suspensão por tempo determinado de freqüentar a associação;



  3. Desligamento do quadro de associados.



CAPÍTULO VI



DAS PARTIDAS INTERROMPIDAS, ENCERRADAS OU SUSPENSAS.



Artigo 33º - Se qualquer uma das equipes disputantes der causa da suspensão da partida por razões disciplinares ou por motivos de imprevidência material ou técnica, será considerada perdedora, procedendo-se na forma prevista dos itens 1, 2 e do Parágrafo Único do art. 35.



Parágrafo Único - Somente a Diretoria do Departamento de Futebol, caberá a aplicação do previsto neste artigo.



Artigo 34º - Em caso de suspensão ou interrupção, somente poderão participar da nova partida os atletas que tinham condições de jogo na partida anterior e que não esteja cumprindo pena disciplinar.



Artigo 35º - Uma partida deixará de ser realizada, interrompida ou encerrada pelos seguintes motivos: a) falta de garantia; b) conflitos graves; c) mal estado do campo de jogo; e d) motivos alheios às equipes.



Parágrafo Único - O árbitro deverá aguardar, pelo menos 30 (trinta) minutos, a solução dos problemas que deram origem na interrupção da partida e se tal não acontecer determinará o seu encerramento adotando os seguintes critérios:



1 - Se a interrupção nas alíneas “a” e “b” se der por culpa de uma das equipes, esta será considerada perdedora pela contagem de 01x00 (cinco a zero) na hipótese de empate ou estar vencendo e a perda de 3 pontos na classificação geral.



2 - O resultado do marcador, caso a equipe culpada esteja perdendo.



3 - As duas equipes serão consideradas derrotadas pela contagem de 01x00 (cinco a zero), se ambas forem responsáveis pelo encerramento antecipado da partida não se levando em conta o número de tentos marcados e perderão 3 pontos na classificação geral.



- Na hipótese de não terem sido disputados os 4/5 (quatro quintos), 56 minutos do tempo integral, está partida deverá ter continuidade em dia e hora marcada pela Comissão Organizadora com a mesma contagem do momento de sua interrupção.



5 - Quando a não realização do encontro for de conseqüência da situação prevista na alínea “c” deste artigo, uma nova partida será disputada em dia e hora marcada pela Comissão Organizadora.



Artigo 36º - Uma partida poderá ser adiada pela Comissão Organizadora por motivos de força maior, mas tal providência terá de ser adotada com antecedência mínima possível, dando imediata ciência aos representantes das equipes disputadas e a entidade responsável pela arbitragem.



Artigo 37º - Com exceção do previsto no artigo anterior, uma partida somente poderá ser adiada, interrompida ou encerrada por decisão do árbitro devidamente justificado em seu relatório.



CAPÍTULO VII



DAS ARBITRAGENS



Artigo 38º - As arbitragens estarão a cargo de associação contratada pela Diretoria de Futebol do CCAA GUAPIRA.



Artigo 39º - É de competência da Diretoria de Futebol a substituição de árbitros junto à entidade acima citada.



Artigo 40º - Não será aceito veto a árbitros.



Artigo 41º - Toda e qualquer reclamação, com relação à equipe de arbitragem deverá ser feita por escrito a Comissão Organizadora para as devidas medidas cabíveis.



Artigo 42º - Fica terminantemente proibido ofensas, tentativas e agressões à equipe de arbitragem, por parte dos atletas, associados e dirigentes, sendo que os que desrespeitarem esta determinação estarão sujeitos as punições severas pela Comissão Organizadora, de acordo com o capítulo IV, art. 19 do Código Disciplinar Desportivo (CBDF).



Artigo 43° - Nenhum jogo deixará de ser realizado em virtude do não comparecimento do arbitro ou seus auxiliares, exceto na ausência completa do trio.



CAPÍTULO VIII



DA PREMIAÇÃO



Artigo 44º - Os prêmios do CAMPEONATO INTERNO 2016 DE FUTEBOL DE CAMPO DOS ASSOCIADOS, serão :



a) medalhas para os atletas das 03 (três) primeiras equipes colocadas.



b) Troféu ou medalha para o artilheiro dos torneios.



c) Troféu ou medalha para os goleiros menos vazados dos torneios.



d) Troféu ou medalha para o melhor jogador dos torneios.



e) Troféu ou medalha para o jogador revelação dos torneios.



Parágrafo Primeiro: A premiação pode ser alterada a qualquer momento pela Diretoria do C.C.A.A. Guapira através de sua Comissão Organizadora.




04.05

Comentários:



© 2018 - Meus Campeonatos - Todos os direitos reservados.